Revide Vip

Hoje é 25 de Abril de 2014 - Ano 28 - Edição 707

Buscar em x

Selecionar: todos | nenhum

Acompanhe a Revide

Você está em: Revide /

Matéria de Capa

RSS

Participação ativa Uma das fundadoras da Agrishow, Faesp se junta novamente ao time de organizadores da Feira de agronegócio

Há 48 anos atuando em benefício do agronegócio brasileiro, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp), juntamente com o Serviço Nacional de Aprendizagem (Senar-SP), entra para a lista dos realizadores da Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação (Agrishow). Em sua 21ª edição, a Feira acontecerá entre os dias 28 de abril e 2 de maio, no Polo Regional de Desenvolvimento Tecnológico dos Agronegócios do Centro-Leste / Centro de Cana, órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Ao lado de entidades como a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), a Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), a Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), a Sociedade Rural Brasileira (SRB), com apoio da BTS Informa, a Faesp reforçará a organização, bem como a efetiva participação do produtor paulista no evento.

O objetivo foi pontuado por Fábio de Salles Meirelles, presidente do órgão desde 1975 e do Conselho Administrativo do Senar desde 1993. A Faesp, que é uma das fundadoras da Feira, terá presença marcante na edição de 2014 com as suas missões rurais. A estimativa é trazer ao evento cerca de 15 mil participantes, principalmente, entre pequenos e médios produtores de várias regiões do Estado de São Paulo. Organizados em grupos, estes visitantes recebem camiseta, boné e toda a estrutura de transporte e recepção para que possam conhecer a pujança do setor agro e os avanços dos empreendimentos no campo. No estande, montando juntamente com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o produtor encontra apoio técnico para tirar dúvidas e obter informações sobre os programas e serviços.

Além do abastecimento interno, Fábio Meirelles considera missão primordial do agronegócio brasileiro o suprimento de países e populações que não são autossuficientes em suas produções. “Dentro deste princípio, defendemos uma política agrícola plurianual, com horizonte de quatro ou cinco anos, e programas setoriais permanentes, lastreadas pela elevação da produtividade, pelo ganho de eficiência na segurança alimentar e pela estabilização da renda no campo”, observa o presidente. Desta forma, acredita que é possível obter o equilíbrio econômico das cadeias produtivas, do abastecimento e do controle da inflação, da manutenção dos empregos no campo, da conservação ambiental, da continuidade dos investimentos e da eficiência produtiva, pilares da almejada sustentabilidade, diretrizes defendidas pela Federação. “Nossa presença visa também ao desenvolvimento socioeconômico da economia paulista, complementada com a responsabilidade social e ambiental, por meio do aprimoramento do produtor e do trabalhador rural, assim como de suas famílias, fazendo com que eles se tornem partícipes importantes do desenvolvimento sustentável da nação brasileira”, estima Fábio.

Para isso, a Faesp mantém sua malha sindical em 90% do Estado, por intermédio de 238 sindicatos rurais filiados e 322 extensões de base presentes em 557 dos 645 municípios paulistas, atuando e contribuindo diretamente no desenvolvimento dos cursos e das atividades do Senar. Em sua área de atuação, entre outros serviços, oferece mais de 200 programas, como Jovem Aprendiz Rural, bem como nas áreas empresarial e de turismo rural, na alfabetização e na promoção da saúde no campo.

Diversidade

Considerada uma das três mais importantes feiras agrícolas do mundo, a diversidade apresentada na Agrishow é um dos principais pontos positivos. Além de máquinas e equipamentos, os visitantes encontram aviões, pneus, produtos para armazenagem, ferramentas, veículos e soluções para irrigação, com a vantagem de poder negociar diretamente com o fabricante.

Segundo Fábio Meirelles, trata-se de uma dinâmica amostragem da pujança da agricultura nacional e da evolução da tecnologia relacionada às atividades do homem do campo. Para o presidente da Faesp, a Agrishow é a feira mais completa no que diz respeito aos itens de interesse do agricultor brasileiro. Isso porque apresenta uma gama completa de produtos das áreas de corretivos, fertilizantes, defensivos, equipamentos de segurança (EPIs), equipamentos de irrigação, sacarias e embalagens, autopeças e pneus, produtos e serviços para produção de biodiesel, armazenagem, sementes, além de serviços financeiros e de seguro, entre outros segmentos importantes. A mostra representa, conforme continua o presidente, a evolução da agricultura, especialmente da praticada no Estado de São Paulo, com avanços que vêm para assegurar o aprimoramento e a sustentabilidade do agronegócio brasileiro, criando condições para que o setor realize o abastecimento de quase 200 milhões de pessoas.

O discurso é acompanhado pelo presidente da Agrishow, Maurilio Biagi Filho, reforçando que a Faesp sempre desempenhou um importante papel trazendo o produtor rural à Feira, aproximando-o do que há de mais avançado em tecnologia e em ferramentas para que ele consiga manter os índices de produtividade no campo elevados.

Balanço positivo

Ao anunciar antecipadamente sua saída da presidência da Agrishow depois da edição deste ano, Maurilio faz um balanço positivo de sua gestão, lembrando que os futuros gestores da Feira precisam pensar mais no social e na sustentabilidade, além de atrair mais estudantes. “Os novos gestores poderiam aproveitar horários diferenciados para este público, como das 7h às 8h30, ou mesmo promover a abertura de um dia especialmente voltado para visitantes que não são da área rural. Desta forma, todos teriam a chance de ampliar seu conhecimento sobre a agricultura brasileira e saber da importância do setor para a sociedade.

Em uma área de 440 mil m², sendo cerca de 220 mil m² dedicados aos expositores, quem passar pela Agrishow poderá ver o desempenho de máquinas e implementos agrícolas na lavoura, como aponta José Danghese. Para isso, os organizadores promovem mais de 600 demonstrações no campo. Com a geração de negócios estimada em mais de R$ 2,6 bilhões, Maurilio aponta que a Agrishow movimenta a cidade por quase 40 dias. São mais de 20 mil empregos gerados e um saldo financeiro de cerca de R$ 500 milhões para o município, em áreas como hospedagem, alimentação, turismo, entre outros. “Os negócios após a Feira podem ser ainda maiores, pois, muitas vezes, o produtor  concretiza a aquisição das novidades depois de até seis meses”, aponta Maurilio.


Estimando uma alta no volume de negócios em torno de 10% em relação à Feira do ano passado, Maurilio está otimista com as vendas de máquinas e equipamentos agrícolas. “Apesar da comercialização ter caído no primeiro trimestre, não vai atrapalhar os negócios da Agrishow. Pelo contrário, já que o agricultor terá mais áreas para plantar e reformar, vai precisar aumentar sua frota. Com um número maior de expositores e mais conforto, o produtor certamente encontrará o que precisa, com as melhores linhas de crédito disponíveis e taxas de juros compatíveis”, estima o presidente.

Segundo ele, ainda há muito o que fazer para melhorar a estrutura da Agrishow e garantir que as 790 marcas presentes nesta edição invistam em suas estruturas fixas. Para isso, as realizadoras da Feira estão discutindo alguns detalhes junto ao Governo do Estado em relação à concessão da área por 30 anos. Maurilio lembra que a 21ª edição deve superar a marca de 150 mil visitantes durante os cinco dias de mostra. Nessa conta, estão pessoas vindas de mais de 70 países, que também representam muitos expositores. Estão confirmadas para este ano empresas da Argentina, da Áustria, da Espanha, da Alemanha, da China, dos EUA, da Itália, de Taiwan, da Turquia e da Índia. Para incrementar a relação comercial com esses países, os organizadores promovem rodadas de negócios internacionais.

Texto: Rose Rubini 

* Publicado em 25/04/2014

Envie esta notícia para um amigo
captcha
Preencha o campo a cima com os informes da imagem.
Faça um comentário
captcha
Preencha o campo a cima com os informes da imagem.

Comentários

    Nenhum comentário para esta matéria.

Outros Cadernos

  • AgroVip

    A primeira Escola Móvel de Simulação de Colheitadeira de Cana, faz parte de um programa de oficinas volantes do Senai

  • Gerais

    A Páscoa é um convite ao paladar, em especial aos apaixonados por chocolate

  • Guia Cultural

    Sidney Magal relembra grandes sucessos em apresentação no Theatro Pedro II

  • Guia Gourmet

    O Bendito Burger salienta o status de um hambúrguer único e sabores peculiares

  • Imóvel

    Confira as novidades do setor imobiliário de Ribeirão Preto e região clicando aqui

  • Moda

    O vermelho é cheio de significados e simbolismo; neste inverno a cor ganha mais destaque

  • Qualidade de Vida

    Os alimentos termogênicos podem aumentar gasto calórico e ajudar a perder peso